Zelensky agradece "solidariedade" e "forte apoio" de Espanha

09/03/2022

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, agradeceu esta quarta-feira a “solidariedade” e o “forte apoio” de Espanha em relação à invasão russa da Ucrânia.

“Tive uma conversa telefónica com o presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez, na qual o informei sobre a luta do povo ucraniano contra a agressão russa. Agradeço a Espanha pela sua solidariedade com a Ucrânia e pelo seu forte apoio”, afirmou Zelensky na rede social Twitter. 

Had a phone conversation with Prime Minister of Spain @sanchezcastejon. Informed about the 🇺🇦 people’s struggle against Russian aggression. Thanked 🇪🇸 for the solidarity with 🇺🇦 and for the provision of strong support. Discussed the common 🇪🇺 future #StopRussia

— Володимир Зеленський (@ZelenskyyUa) March 9, 2022

Por sua vez, o primeiro-ministro espanhol deu conta de uma “conversa com o presidente Zelensky”, onde afirmou que, “juntamente com os parceiros da União Europeia”, irá continuar a “apoiar a Ucrânia e o povo ucraniano nestes tempos difíceis”. Os governantes discutiram ainda a adesão da Ucrânia à União Europeia.

Today I have spoken again with President @ZelenskyyUa. I have conveyed to him that together, with our partners in the European Union, we will continue to support Ukraine and the Ukrainian people in these difficult times.

— Pedro Sánchez (@sanchezcastejon) March 9, 2022

No início do mês, o governo espanhol assumiu um compromisso “inabalável” para com os cidadãos ucranianos. A porta-voz do executivo, Isabel Rodríguez, anunciou a aprovação pelo Conselho de Ministros de uma declaração institucional onde a Espanha se vai alinhar com a decisão adotada pelo Conselho da União Europeia sobre a concessão de proteção temporária aos ucranianos no caso de um afluxo maciço de pessoas deslocadas.

Sobre os cidadãos ucranianos que já vivem em Espanha, Rodríguez insistiu que serão adotadas as medidas necessárias para garantir que eles possam permanecer e trabalhar no país e ter acesso a cuidados de saúde e educação, bem como à assistência social correspondente. Espanha anunciou ainda o envio de armamento para a Ucrânia.


Opnião dos Leitores

Leave a Reply

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista