Sobe para 186 o número de mortos na cidade brasileira de Petrópolis

23/02/2022

Desde as inundações e deslizamentos de terras causados por chuvas torrenciais de 15 de fevereiro, as equipas de resgate encontraram os corpos de 186 pessoas, disse a polícia local, acrescentando que, entre elas, “32 vítimas eram crianças”.

A polícia brasileira informou que 69 pessoas ainda estão desaparecidas, um número que caiu nos últimos dias após corpos terem sido identificados e famílias terem encontrado entes queridos a salvo.

Além disso, mais de 800 pessoas que tiveram que deixar as suas casas localizadas em áreas de risco ainda estão alojadas em estruturas de acolhimento de emergência.

Na noite de 15 de fevereiro, choveu em poucas horas mais do que a média do mês de fevereiro em Petrópolis, uma cidade turística de 300.000 habitantes localizada a 70 quilómetros a norte do Rio de Janeiro.

Deslizamentos de terra em Petrópolis destruíram dezenas de casas nas encostas. Inundações fizeram com que os leitos dos rios transbordassem, arrancando árvores, derrubando veículos e cobrindo as ruas com uma lama espessa.

Nos últimos três meses, o Brasil foi atingido por outras chuvas mortais que mataram dezenas de pessoas, principalmente nos estados da Bahia e de Minas Gerais.

Segundo especialistas, fenómenos meteorológicos extremos estão a tornar-se mais frequentes devido às alterações climáticas.


Faixa Atual

Título

Artista