Rússia "não quer banho de sangue" em Donbass

22/02/2022

Numa reunião de emergência do Conselho de Segurança sobre a Ucrânia, o embaixador russo e assegurou que há “um pânico infundado sobre uma invasão da Ucrânia” nos países ocidentais.

“Continuamos abertos à diplomacia, a uma solução diplomática”, assegurou Vassily Nebenzia, numa rara reunião noturna do órgão mais poderoso da ONU.

A reunião foi convocada a pedido da Ucrânia em resposta à decisão do presidente russo Vladimir Putin de reconhecer a independência das repúblicas de Donetsk e Lugansk.

Putin ordenou ainda a mobilização do Exército russo para “manutenção da paz” nos territórios separatistas pró-russos no leste da Ucrânia.

A maioria dos membros do Conselho de Segurança condenou a decisão do Presidente russo, mas a reunião terminou sem nenhum acordo e sem que o bloco de países aliados dos Estados Unidos anunciasse novas sanções contra a Rússia.

“Planejamos anunciar novas sanções contra a Rússia amanhã em resposta às decisões e ações tomadas hoje por Moscovo. Estamos a coordenar este anúncio com nossos aliados e parceiros”, disse um porta-voz da Casa Branca à AFP.

Na segunda-feira, o presidente norte-americano Joe Biden já tinha emitido uma ordem executiva que proíbe qualquer novo investimento, comércio ou financiamento norte-americano nas regiões de Donetsk e Lugansk.

Nos últimos dias, o clima de tensão agravou-se ainda mais perante o aumento dos confrontos entre o exército da Ucrânia e os separatistas pró-russos no leste do país, na região do Donbass, onde a guerra entre estas duas fações se prolonga desde 2014.


Opnião dos Leitores

Leave a Reply

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista