PKK nega envolvimento no atentado que matou seis pessoas em Istambul

14/11/2022

“É bem conhecido por todos que não temos qualquer ligação com esta ocorrência, que não visamos civis e rejeitamos ações que o façam”, sustentou o PKK num comunicado publicado pela agência de notícias Firat, que é próxima do movimento.

“Somos um movimento que está a travar uma luta de libertação justa e legítima. (…) Portanto, está fora de questão visar civis de qualquer forma na Turquia”, acrescenta o comunicado assinado pelo Centro de Defesa Popular do PKK.

O movimento armado curdo acusou ainda o Governo turco de ter “planos obscuros” e de “mostrar Kobane como alvo”.

O Ministro do Interior turco, Soumeylan Soylu, acusou ao inicio do dia de hoje o PKK de ser o responsável pelo ataque e anunciou a detenção de 22 suspeitos, incluindo a pessoa que alegadamente colocou o explosivo.

“De acordo com as nossas conclusões, a organização terrorista PKK é responsável” pelo atentado, acusou o ministro.

“A pessoa que colocou a bomba foi presa (…) De acordo com as nossas descobertas, a organização terrorista PKK é responsável” pelo ataque, acrescentou Soylu, citado pela agência de notícias oficial turca Anadolu e pelas estações de televisão locais.

O atentado aconteceu no domingo, na avenida Istiklal, uma zona comercial de Istambul, a maior cidade da Turquia e capital económica do país.

O ataque, que ainda não foi reivindicado, deixou seis mortos e 81 feridos, metade dos quais foram hospitalizados. Todas as vítimas são de nacionalidade turca.

O ministro também acusou as forças curdas que controlam a maior parte do nordeste da Síria, consideradas terroristas por Ancara, de estarem por detrás do ataque.

“Acreditamos que a ordem do ataque foi dada por Kobane”, indicou.

Na batalha de Kobane, em 2015, as forças curdas conseguiram repelir o grupo extremista Estado Islâmico (EI). A cidade está sob controlo das Forças Democráticas Sírias (SDF), das quais as Unidades de Proteção Popular (YPG), com base no PKK, são uma componente importante.

Leia Também: Quem é Ahlam Albashir, a síria suspeita do atentado em Istambul?


Opnião dos Leitores

Leave a Reply

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista