Judite Sousa: "O Ronaldo decidiu dar uma entrevista. Está no seu direito"

14/11/2022

“A liberdade de expressão”: foi desta forma que Judite Sousa começou por analisar a polémica entrevista que Cristiano Ronaldo deu a Piers Morgan, a qual será lançada esta quarta-feira e quinta-feira, 16 e 17 de novembro, respetivamente. 

Cristiano Ronaldo decidiu dar uma entrevista e comunicar. Está no seu direito. Nas sociedades contemporâneas, há duas formas das figuras de PRIMEIRA linha comunicarem: através das suas redes sociais ou através de uma entrevista televisiva. Neste caso foi ao The Sun, sob condução do Piers Morgan, mas registada em vídeo”, sublinha. 

“Apesar das múltiplas plataformas comunicacionais proporcionadas pela Internet, a televisão mantém-se como o principal veículo para efeitos de comunicação. Recordo que foi numa entrevista televisiva que George Marchais anunciou o fim do Partido Comunista Francês. De igual modo, foi numa entrevista televisiva que Paulo Rangel assumiu a sua homossexualidade”, reflete.

“Os exemplos são múltiplos. O que disse Ronaldo? Disse que o Manchester United o traiu. É o que ele sente. Disse que não respeita o técnico do MU porque ele também não o respeita a si. É o que ele sente. Quanto à questão dos 37 anos de Ronaldo, alguns que se pronunciam sobre o tema são os mesmos que acham que jornalistas nascidos (as) na década de 50 podem trabalhar mas se tiverem nascido na década de 60 já não podem. Pensem nisto”, completa. 

Leia Também: Manchester United reage após entrevista polémica de Cristiano Ronaldo

 


Opnião dos Leitores

Leave a Reply

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista