Joana Albuquerque não deixa de trabalhar com a Prozis e explica porquê

28/06/2022

As declarações através das quais Miguel Milhão, fundador da Prozis, se mostra a favor do aborto e feliz pela anulação da proteção do direito à realização do procedimento nos EUA continuam a gerar discórdia nas redes sociais.

Entre as figuras públicas e digitais influencers, foram vários os rostos que decidiram deixar de trabalhar com a marca que o empresário representa. Marta Melro e Diana Monteiro, por exemplo, optaram por terminar as suas relações profissionais com a Prozis. 

O mesmo não aconteceu no caso de Joana Albuquerque. A antiga concorrente do ‘Big Brother’ foi questionada sobre o tema e explicou o que a levou a permanecer no papel de embaixadora.

“Em relação aos acontecimentos recentes da Prozis, o meu posicionamento é o seguinte: sou pro-choice (que as mulheres tenham escolha se querem manter a gravidez), mas pedir o cancelamento de uma empresa bem-sucedida em vários países por causa de uma opinião do fundador, opinião que é dele e só dele, parece-me descompensado“, disse. 

“Tenho as minhas opiniões, assim como todos vocês têm as vossas. Neste e em mais assuntos, com certeza não vamos concordar em tudo, senão o mundo seria uma utopia que não existe”, completou.

Leia Também: Marta Melro deixa de trabalhar com a Prozis após polémica sobre o aborto


Faixa Atual

Título

Artista