IEFP e do SEF vão dar apoio a refugiados na Polónia e Roménia

11/03/2022

Uma nota do gabinete da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS) refere que cada equipa integra quatro elementos do IEFP e outros quatro do SEF e que o conjunto dos oito técnicos irão funcionar nas embaixadas portuguesas em Varsóvia (Polónia) e Bucareste (Roménia).

O ministério adianta que, até ao momento, deram entrada em Portugal 5.775 pedidos de proteção temporária de pessoas com origem na Ucrânia e que “a plataforma do IEFP para registo de ofertas de emprego lançada há uma semana regista 20 mil ofertas de trabalho, tendo já sido concretizados os primeiros contratos”.

No mesmo documento enviado à Lusa, a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, declara que “estas equipas do IEFP são os ponta de lança para informação e divulgação sobre as ofertas de emprego disponibilizadas em Portugal e para ajudar em toda a informação sobre acolhimento” no país.

Na mesma nota, a ministra da Administração Interna, Francisca Van Dunem, “sublinha e enaltece a disponibilidade manifestada pelos elementos do SEF, bem demonstrativa da importância deste processo e do papel crucial que este serviço tem vindo a desempenhar, tendo já processado 5.775 pedidos de proteção temporária”.

A Rússia lançou a 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já causou pelo menos 549 mortos e mais de 950 feridos entre a população civil e provocou a fuga de 4,5 milhões de pessoas, entre as quais 2,5 milhões para os países vizinhos, segundo os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas a Moscovo.


Opnião dos Leitores

Leave a Reply

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista