Florbela Queiroz: "Não quero ser reanimada, nem quero um funeral"

12/02/2022

Florbela Queiroz foi a protagonista do programa de hoje (12 de fevereiro) do ‘Alta Definição’. Numa conversa onde a franqueza imperou, a artista, de 79 anos, recordou o seu percurso na representação e abriu o coração ao abordar assuntos mais pessoais.

“Tive dois casamentos, falharam por minha culpa. Nunca ia a lado nenhum. Não fazia nada. Era tudo em casa. Como é que um homem atura uma mulher destas? Não pode. Há 26 anos que não tenho um homem na vida. Estou virgem. Sou freira”, afirma, já em tom de brincadeira.

“Às vezes reconheço que poderia estar feliz, casada, com uma vida normal. Mas não, converso com o cão. Sou feliz nas tábuas e nas luzes, o resto para mim não conta muito”, confessa. 

“Sou uma mulher feliz, estou feliz, vivo bem, tenho uma casa que é minha, uma boa reforma, só trabalho porque amo trabalhar. Não é porque passo fome. Não é porque queria uma casa. Não é porque esteja zangada com a família“, adianta, referindo-se às muitas notícias que já saíram relacionadas com as disputas familiares. 

Nesta mesma conversa, Florbela também revelou pormenores do seu testamento, mostrando-se completamente a favor da eutanásia. 

“Não me podem recuperar se eu cair. Não quero ser reanimada. Se a energia achou que já estava na hora, é para ir. Nem [quero] ficar em coma induzido. Não quero que se faça nada por mim, nem funerais. Quero ser cremada e deitada ao mar. Quando for para ir é para ir. Quando não há esperança, obrigar as pessoas a estar ali? É uma crueldade. Se não há cura deixa morrer em paz”, defendeu. 

Quanto ao filho propriamente dito, com quem terá tido quezílias como é público, Florbela não se quis aprofundar no assunto, mas afirmou: “Não nos damos muito bem às vezes, a gente discorda de muitas coisas. O meu filho é a parte mais importante do meu corpo, nunca sairá de dentro de mim. É a coisa mais importante da minha vida. O amor é sempre o mesmo, tem é fases. Tenho orgulho do meu filho. Não tenho mágoas, não tenho rancores. O passado não traz futuros”.


Opnião dos Leitores

Leave a Reply

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista