Diana Lopes: "Fazia sentido eu e o Miguel estarmos na final"

15/11/2022

Diana Lopes foi uma das concorrentes expulsas do ‘Big Brother’ na gala deste domingo, 13 de novembro. Estivemos à conversa com a polémica participante, que não se inibiu de dizer o que pensava.

“Se fosse bem sucedida estaria pelo menos na final, mas tenho consciência de que dei o meu melhor”, começa por defender, lamentando não ter alcançado o objetivo que pretendia.

Diana considera que o facto de não ser uma “aliada” de Miguel, um dos concorrentes favoritos desta edição e de não pertencer à “família feliz”, ditaram a sua saída.

“Toda a gente que estiver perto do Miguel, à partida, terá um percurso mais longo do que aqueles que estiverem contra. Não que eu o tivesse feito, mas estando em nomeações com uma Patrícia, claro que seria eu a escolhida”, reflete. 

“Era evidente que era difícil estarmos os dois numa final, mas acho que fazia sentido porque fomos os mais polémicos e mais falados aqui fora. Mas as ‘Mean Girls’ tiveram uma má imagem. Nunca fizemos nada que ultrapassasse os limites. Gosto muito do Miguel, mas não concordo com a estratégia e posicionamento dele em alguns momentos”, fez ainda saber.

A entrevistada reconhece que a sua participação ficou marcada por discussões mais acesas com Miguel, mas que apesar dos confrontos, pouco tempo depois ambos resolviam as suas diferenças. “Sabíamos muito bem o que estávamos lá a fazer. Se toda a casa pensasse como nós, garantidamente teríamos um BB diferente”, atira.

A opinião sobre Patrícia 

Questionada sobre a participação de Patrícia, Diana considera que a mesma está a ser beneficiada pelo facto de se ter aproximado de Miguel. “Está bastante segura, estando ao lado dele sabe que dificilmente a tiram dali. Acha que pode fazer e dizer tudo aquilo que lhe vai na cabeça e falar como bem lhe apetece para quem lhe dá jeito”, considera, lamentando a forma como esta já falou para Mafalda. 

“É muito inteligente. Tentou-nos mostrar o lado frágil, mas de frágil tem pouquíssimo. Devia ter mais cuidado da forma como fala com a Mafalda, fala de forma muito bruta, intensa, indelicada”, sublinha. 

Contacto com o exterior? Diana está de consciência tranquila

Tendo em conta a polémica que surgiu à volta de Rúben e Tatiana Boa Nova, pelo facto do casal ter falado com o filho dentro do programa, Diana refere que está de “consciência tranquila” quanto à sua participação, garantindo que nunca falou com o filho, o pequeno Afonso, de quatro anos.

“O único contacto que tive com o meu filho foi através de uma fotografia”, diz, notando que tal aconteceu como recompensa por ter concluído uma missão com sucesso. “Nunca tive ninguém contacto com ninguém dos exteriores, quem me dera, se calhar ainda lá estava. Não condeno a situação do Rúben e da Tatiana, assinaram o contrato, a produção aceitou e tudo bem“, argumenta.

A final do ‘Big Brother’ e o apoio eterno a Mafalda 

Tendo em conta o favoritismo à volta de Miguel e a grande base de fãs do concorrente, Diana considera que este é um sério candidato à vitória, a não ser que algo aconteça pelo caminho. Ainda assim, a entrevistada confessa que gostava muito que fosse Mafalda a vencer, pelo facto de ter mostrado uma grande maturidade na sua participação.

“Não vou permitir que façam com ela o que tentaram fazer comigo. Sou muito leal aos meus. Não vou admitir que tentem denegrir a imagem de pessoas. Quero muito que a Mafalda ganhe isto”, completa.

Leia Também: Joana Schreyer: “Arrependo-me de não ter tido mais calma algumas vezes”

 


Opnião dos Leitores

Leave a Reply

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista