"Comecei a ter medo de andar de metro, era apalpada até ao infinito"

28/06/2022

Sofia Aparício abriu o coração para falar de fases complicadas da sua vida, nomeadamente, quando foi vítima de assédio, situações que começaram ainda em criança.

“Comecei a ter medo de andar de metro, porque era apalpada até ao infinito, tinha 11 anos, era uma criança só que já tinha corpo de mulher”, descreveu numa entrevista a Manuel Luís Goucha. 

“Tinha medo de passar à frente de uma obra, ou de entrar num banco e só estarem homens, ou numa garagem de automóveis”, acrescenta, notando que hoje em dia já não acontece tanto isto.

“A nossa sociedade incute-nos que a culpa nossa, tinha vergonha, não dizia nada em casa porque a culpa ia ser minha, com certeza”, confessa.

Sofia diz que chegou mesmo a agredir um homem que a assediou, sofrendo repercussões por causa disso. “Preferi pagar esse preço do que o outro”, justifica.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por TVI (@tvioficial)

Leia Também: “O meu pai tinha no bilhete de identidade branco de segunda”


Opnião dos Leitores

Leave a Reply

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista