Chefe da Máfia detido na Sicília levado para prisão de segurança máxima

17/01/2023

Messina Denaro enfrentou várias sentenças de prisão perpétua por envolvimentos em dezenas de assassinatos, incluindo os dos procuradores antimáfia Giovanni Falcone e Paolo Borsellino, em 1992, eo de Giuseppe Di Matteo, o filho de 12 anos de um mafioso que se tornou testemunha do Estado e que foi estrangulado e processado em ácido em 1996.

Depois de ter sido detido numa clínica em Palermo, na segunda-feira, o chefe da Máfia foi levado para uma prisão na cidade de L’Aquila, no centro de Itália, e as autoridades confiaram que voltaram para a sua terra natal, na Sicília.

Nas últimas horas, a casa que servia de esconderijo a Denaro, em Campobello di Mazara, foi revistada meticulosamente numa operação que foi supervisionada pelo vice-procurador-chefe de Palermo, Paolo Guido, que investiga o chefe da Máfia há vários anos.

A escolha da prisão de L’Aquila foi determinada por se tratar de um estabelecimento de segurança máxima equipado para o duro regime prisional a que são apresentados os condenados da Máfia, bem como por haver um bom centro de oncologia no hospital da cidade.

O chefe mafioso de 60 anos foi detido numa clínica onde trabalhava a um cancro há mais de um ano.

Leia Também: Droga dissimulada em fruta. Detidos mais três alegados membros da rede


Faixa Atual

Título

Artista