Cerca de 600 pessoas resgatadas em dificuldades na costa italiana

22/02/2022

Um grande navio, o ‘Diciotti’, juntamente com três lanchas da guarda costeira, ajudaram a resgatar 573 migrantes “em dificuldades, a bordo de dois barcos de pesca sobrecarregados, que estavam à mercê das ondas, em condições meteorológicas adversas que se prevê poderem agravar nas próximas horas”, explicaram as autoridades, em comunicado hoje divulgado.

O resgate foi realizado na área de competência italiana (SAR, busca e salvamento) pelas lanchas que transferiram os migrantes para o ‘Diciotti’.

“Entre os resgatados conta-se uma pessoa que, segundo os migrantes, já estava morta há vários dias”, refere o comunicado.

Entre os migrantes estão ainda 59 menores, muitos dos quais desacompanhados, bem como uma pessoa cuja condição médica levou a uma transferência urgente para terra.

O ‘Diciotti’ dirige-se agora para o porto siciliano de Augusta, onde serão desembarcados os migrantes, conclui o comunicado.

O frio e o mau tempo no mar não parecem ter desencorajado os migrantes que tentam chegar à Europa por via marítima, tendo sido já contabilizados 10.570 desde o início do ano, segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Pelo menos 229 morreram durante a tentativa.

Somando ao número de migrantes que chegaram à Europa por rotas terrestres, a OIM estima que tenham entrado no continente pelo menos 11.986 migrantes desde 01 de janeiro.


Faixa Atual

Título

Artista