Carlos Queiroz lembra a Eto’o que "futebol não é uma guerra"

02/02/2022

Queiroz lamentou as declarações do antigo jogador do FC Barcelona e do Real Madrid, entre outros, que é atualmente presidente da Federação camaronesa de futebol, considerando que Eto’o “não aprendeu nada” enquanto profissional de futebol.

“É uma abordagem muito infeliz, mesmo para o povo dos Camarões. Acho que ele se esqueceu que alguns camaroneses morreram há alguns dias num estádio e fazer uma declaração como esta antes de uma partida significa que não aprendeu nada quando jogava futebol profissionalmente. Foi um comentário infeliz, futebol não é guerra, é festa, alegria, felicidade”, disse Queiroz.

O técnico luso prometeu que a seleção egípcia vai responder em campo “com alegria e futebol de qualidade, para fazer o povo feliz, um povo que tem fome e que quer ter um momento de felicidade, vencendo”, e deixa a declaração de Eto’o para a Confederação Africana de Futebol analisar, por se tratar de um comentário que “merece cartão vermelho”.

O técnico do Egito, que negou que Mohamed Salah tenha testado positivo para o coronavírus, considera uma honra jogar contra a seleção camaronesa.

“Na minha experiência, quando temos a oportunidade de disputar uma competição contra a seleção local, é uma honra, um privilégio. É uma semifinal contra o anfitrião, com tanta gente, que faz o possível para ter um segundo de felicidade, alegria, pessoas que, às vezes, estão com fome e com dificuldades”, reforçou.

Queiroz faz mesmo um apelo a Samuel Eto’o: “Peço-lhe que corrija as suas palavras, porque esta não é a maneira de jogar, não se trata de uma guerra. A guerra é para evitar que as pessoas morram de fome ou nas portas dos estádios”.

Falando sobre o Egito, o selecionador considera que “há muito ruído em torno da equipa, muita conversa, mentiras, boatos, muita gente a criar histórias com os jogadores”, lembrando as palavras de Mohamed Salah, que disse que “esta é a seleção egípcia, não é um clube, não é Zamalek, Al-Ahly…”.

A seleção egípcia vai defrontar na quinta-feira a congénere dos Camarões, seleção anfitriã da CAN2021, também orientada por outro técnico português, António Conceição, nas ‘meias’ da competição.

O encontro está marcado para o Estádio Olembé, em Yaoundé, recinto que foi temporariamente interditado, depois de oito pessoas terem morrido devido a uma debandada de adeptos.


Opnião dos Leitores

Leave a Reply

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista