Brasil. Anestesista detido por violar mulheres durante cirurgias

16/01/2023

As autoridades brasileiras prenderam, esta segunda-feira, mais um anestesista suspeito de ter violado, pelo menos, duas pacientes que estavam sedadas durante a realização de cirurgias, reporta o G1. Em causa está, desta vez, o colombiano Andres Eduardo Oñate Carrillo, de 32 anos de idade, e residente no Rio de Janeiro.

O indivíduo foi, inicialmente, investigado pelo crime de produção e armazenamento de materiais de pornografia infantil, a partir do qual foram descobertos estes crimes de abuso.

Perante todas as suspeitas, o médico foi alvo de um mandado de prisão preventiva e de um outro de buscas, a propósito do crime de violação de pessoas em situação de vulnerabilidade.

Para praticar os crimes, o anestesista sedava fortemente as vítimas, de forma a ficarem adormecidas por mais de duas horas. O homem, inclusive, filmou-se a praticar os crimes – que, descobertos pelos investigadores, asseveraram as suspeitas.

O indivíduo encontrava-se legalmente no país e com toda a documentação em dia, e desempenhava funções tanto em hospitais públicos, como privados.

A detenção foi feita em casa do indivíduo, em Barra da Tijuca, em frente à própria mulher de Andres Eduardo, que teve de ir acordar o suspeito antes de ser dada voz de detenção. 

O caso é em tudo semelhante a um outro recentemente reportado e que pende sobre o também anestesista Giovanni Quintella Bezerra, cujo julgamento já teve início.

Leia Também: Anestesista acusado de homicídio filma-se a dançar durante cirurgia


Faixa Atual

Título

Artista