Bolsas europeias em baixa, à espera do sentimento económico na Alemanha

17/01/2023

Às 08h55 em Lisboa, o EuroStoxx 600 estava a descer 0,22% para 453,63 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt recuavam 0,07%, 0,12% e 0,24%, bem como as de Madrid e Milão, que se desvalorizavam 0,07% e 0,08%, respetivamente.

Depois de abrir a cair, a Bolsa de Lisboa mantinha a tendência e às 08:55 o principal índice, o PSI, recuava 0,34% para 5.995,27 pontos.

Antes da abertura dos mercados na Europa foi anunciado que a economia da China cresceu 3% em 2022, que traduz um forte abrandamento face a 2021, quando tinha crescido 8%, devido ao impacto da política nacional “zero covid”.

Hoje também será divulgado o dado final da inflação na Alemanha em dezembro e o relatório mensal sobre o mercado do petróleo pela Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

Na segunda-feira, a Bolsa de Wall Street esteve fechada devido ao feriado nacional nos EUA do Dia de Martin Luther King, depois de ter terminado em alta na sexta-feira, com o Dow Jones a avançar 0,33% para 34.302,61 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.799,65 pontos, registado em 04 de janeiro de 2022.

O Nasdaq fechou a valorizar-se 0,71% para 11.079,16 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro de 2021.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0833 dólares, contra 1,0814 dólares na segunda-feira, 1,0849 dólares em 12 de janeiro, um máximo desde abril de 2022, e 0,9585 dólares em 27 de setembro, um mínimo desde junho de 2002.

O euro está a cotar-se acima da paridade face ao dólar desde 07 de novembro, depois de ter estado abaixo da paridade desde 20 de setembro, com exceção para o dia 26 de outubro (1,0076 dólares).

O barril de petróleo Brent para entrega em março de 2023 abriu em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 84,59 dólares, contra 84,46 dólares na segunda-feira.

Leia Também: Ideias de Amílcar Cabral sobre solos são hoje consideradas pela ONU


Faixa Atual

Título

Artista