Benfica-PSG: Sonhar enquanto se assiste à ‘chuva de estrelas cadentes’

05/10/2022

Benfica e Paris Saint-Germain defrontam-se, esta quarta-feira, no Estádio da Luz, num duelo relativo à 3.ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

As duas equipas chegam a esta partida na liderança do Grupo H, com seis pontos, fruto dos triunfos que somaram nas primeiras rondas diante de Maccabi Haifa e Juventus. Israelitas e italianos, que se defrontam no outro encontro, continuam sem pontuar.

A constelação de estrelas que chega à Luz, numa comitiva liderada por Mbappé, Messi e Neymar, conta ainda com a presença de quatro portugueses: Renato Sanches, Danilo, Nuno Mendes e Vitinha. O PSG segue neste momento na liderança da Ligue, à semelhança do Benfica, apesar dos encarnados terem perdido os primeiros pontos na I Liga, no passado sábado, diante do Vitória SC.

Treinadores em discurso direto

Roger Schmidt

Análise ao jogo: O meio-campo faz parte do jogo mas precisamos de ter um jogo equilibrado amanhã. Vamos jogar contra uma equipa com muita qualidade individual mas estão a jogar bem como equipa esta época. Precisamos de tudo, de todo um arsenal tático, temos de os provocar na defesa, de os pressionar. No ataque temos de controlar o jogo com boa posse de bola. Temos de demonstrar a nossa qualidade com posse de bola. Pensamos que vai ser um jogo muito duro, mas estamos preparados e desejosos que chegue. São este tipo de jogos queremos jogar quando se joga a Liga dos Campeões. Temos duas vitorias em dois jogos na Champions. Estamos confiantes e também sabemos que poderemos passar para a fase a eliminar. Jogando em casa na fase de grupos há sempre uma boa oportunidade de melhorar a posição no grupo.

Nova estratégia depois do empate em Guimarães? É um jogo novo. É diferente, não dá para comparar, cada jogo é um jogo. Não estivemos no nosso melhor frente ao V. Guimarães, especialmente no que toca à criatividade e à criação de oportunidades. Por outro lado, também defendemos bem. O adversário não teve uma única oportunidade para marcar e isso é algo positivo, que se pode retirar com o jogo. Amanhã é um jogo diferente. São uma equipa atacante e vão tentar jogar lá à frente. Será um jogo com mais espaço e mais intensidade, com ritmo elevado. Não dá para comparar os dois jogos.

Pensa em reforçar a defesa devido ao poderio atacante do PSG? Penso que é preciso adaptarmo-nos ao adversário, especialmente quando se joga com uma equipa com tanta qualidade individual no ataque. Eles também se entreajudam e apoiam. O objetivo não é ter mais jogadores na defesa, temos de jogar de forma mais tática. Temos de ser irrepreensíveis e a nível tático e aproveitar os momentos de um para um com espaço, temos de defender bem no um para um. Temos de ser muito bons em termos de equilíbrio tático. Precisamos de jogadores à volta da bola para se apoiarem. Isso para mim é uma das chaves. Temos de nos ajustar mas também temos de acreditar em nós. Esta temporada já demonstrámos que sabemos jogar futebol ofensivo mas também conseguimos ter uma defesa segura, não temos sofridos muitos golos. Os adversários não criaram muitas oportunidades para marcar. Amanhã, se calhar, vai ser diferente. Se calhar vão criar mais ocasiões. Têm um bom guarda-redes mas podemos contar com a nossa qualidade técnica e tática.

Christophe Galtier

Elogios ao Benfica: É uma equipa que está invicta desde o início da temporada. É muito interessante vê-los jogar, muito bem organizados, com qualidade. Tem uma força coletiva significativa. Não estou surpreso que eles estão a este nível. Hoje, o Benfica pode afirmar-se como favorito deste grupo. O Benfica vai pressionar-nos, está no seu ADN, faz parte do estilo do seu treinador e temos de estar focados.

Teste mais difícil: Não sei se é o teste de mais alto nível da temporada, mas é a Liga dos Campeões. O Benfica ainda não perdeu e chega com muita confiança. Encontraremos uma grande atmosfera no estádio. No entanto, temos jogadores com muita experiência, acostumados a enfrentar este tipo de noite em palcos como o da Luz.

Elogios ao jogador português: Não sei se é o teste de mais alto nível da temporada, mas é a Liga dos Campeões. O Benfica ainda não perdeu e chega com muita confiança. Encontraremos uma grande atmosfera no estádio. No entanto, temos jogadores com muita experiência, acostumados a enfrentar este tipo de noite em palcos como o da Luz», acrescentou, relativamente à dificuldade deste encontro.

Últimos onzes

Benfica: Odysseas, Bah, Otamendi, António Silva e Grimaldo; Florentino e Enzo Fernández; David Neres, João Mário e Rafa; Gonçalo Ramos.

PSG: Donnarumma; Mukiele, Marquinhos, Ramos – Hakimi, Vitinha, Ruiz, Bernat; Messi, Ekitike, Neymar.

Resultados

Benfica: E-V-V-V-V

PSG: V-V-V-V-V

Ausências

Benfica: Lucas Veríssimo, Morato e João Victor.

PSG: Kimpembe, Pembelé e Renato Sanches.

Leia Também: As imagens do último treino do Benfica antes da receção ao PSG


Faixa Atual

Título

Artista